Por Diana Bueno Em um contexto de crescente intolerância religiosa no Brasil e dada a importância do pentecostalismo para a população negra, a relação entre fiéis negros e sua igreja torna-se um tema importante a ser tratado, embora seja pouco estudado e ainda mal delimitado por vários campos da academia e órgãos de pesquisa, principalmente quando se faz um recorte para as mulheres pretas; maioria do total de fiéis. Segundo pesquisa Datafolha, divulgada pelo jornal
Por Naressa Klenda De acordo com o CNJ (Brasil) (2015) podemos compreender como racismo o preconceito ou discriminação destinado a um grupo de indivíduos “discriminando toda a integralidade de uma raça”. A injúria racial “consiste em ofender a honra de alguém valendo-se de elementos referentes à raça, cor, etnia, religião ou origem”. Na Psicologia podemos analisar o racismo e a injúria racial dentro dos conceitos de preconceito, estereótipo e discriminação. Muitos autores de Psicologia Social
Por Cida Abreu A colonização escravista através dos navios negreiros que cruzaram o atlântico e o pacífico imputaram os valores e os limites à condição humana e cultural da nação e descendência africana no mundo. Condicionou aos afro-brasileiros, assim como a toda a descendência africana sem trégua e opção, à prova, pela identidade sociocultural, na luta da resistência pela liberdade e a resiliência coletiva. O legado da escravidão impera no século XXI, consequências palpáveis em